Porto Alegre – Tubarão: 332 quilômetros em 2h45min

Novamente retomo um tema que já foi apresentado por este blogueiro em meados deste ano. Também começo a retomada deste assunto me justificando, antes que você, leitor, me ache chato demais.

Em junho, ao visitar minha família em Tubarão, voltei para Porto Alegre voando a partir de Criciúma. Desta vez, novamente em férias, fiz o caminho inverso. Embarquei em Porto Alegre, desci em Criciúma, segui a viagem em ônibus e consegui essa proeza: 2h45min para percorrer os 332 quilômetros que separam a capital gaúcha da minha Cidade Azul via BR-101.

Por mais que a BR-101 se apresente cada vez mais como uma boa alternativa em terra firme, com a maior parte da pista duplicada entre Osório e Tubarão, voar considero mais rápido e seguro. Dificilmente se conseguiria fazer o trajeto em menos de 4 horas de estrada. Não estou aqui querendo fazer propaganda para a Trip (embora isso acabe se tornando uma “mídia” espontânea), a companhia aérea encarregada do trecho POA-CCM. Mas estamos (nós, tubaronenses, e demais moradores do Sul Catarinense) na iminência da conclusão de um novo aeroporto, o Humberto Bortoluzzi, em Jaguaruna, maior, melhor, e o principal, perto de Tubarão e não muito distante de Criciúma. E se quisermos um aeroporto com linhas para cidades como Porto Alegre, Florianópolis e São Paulo, seria interessante nossa atenção a essa modal de transporte. A Trip é uma das companhias mais próximas de utilizar o novo terminal, além da Azul, que também estaria cogitando operar no local, segundo fontes ligadas à construção do novo aeroporto.

Até essa minha nova viagem entre Porto Alegre e Criciúma, surgiram algumas notícias (e que eu não relatei aqui no blog) que sugeriam o cancelamento da linha aérea entre Porto Alegre e Criciúma. Por alguns dias, em outubro, a Trip não comercializava as passagens pela Internet. No balcão de informações da empresa, no Salgado Filho, fui informado por funcionários que a linha seria desativada. O que acabou não se confirmando.

Houve então um ajuste de horário, justamente para que se atendesse melhor o sul catarinense. Em junho, o voo para Porto Alegre saia às 11h20 enquanto para Joinville/São Paulo partia às 15h15. Com as alterações, o voo agora parte para Joinville/São Paulo às 8h10 e para Porto Alegre às 21h45. Conforme informações dos jornais criciumenses, o empresariado necessitava estar cedo na capital paulista. A alteração acabou aumentando o número de passageiros no trecho rumo ao sudeste brasileiro.

Com a alteração do horário, claro, o avião decola de Porto Alegre mais cedo: às 7 horas. No dia em que voei, decolou pouco antes das 7h15 e pousou em Criciúma às 7h51 (veja ao lado a captura de tela do app da Infraero para Android). Peguei um táxi até a rodoviária e da rodoviária de Criciúma, aguardei o primeiro ônibus para Tubarão, da empresa União, que partiu às 9 horas. Se houvesse um horário às 8h30, seria ótimo. Chegaria antes na casa dos pais.

O voo foi tranquilo a bordo de um ATR 42-500. Um avião, que segundo a Trip, é ideal para operar em trechos curtos, aeroportos pequenos e para atravessar com muita segurança áreas de turbulência, com economia de combustível. Fabricado por uma subsidiária da Airbus, o conforto interno da aeronave de 46 lugares é semelhante ao dos jatos para maior número de passageiros. Havia umas 15 pessoas no avião. Destas, 12 desceram na escala em Criciúma. Duas permaneceram para seguir a Joinville junto com os demais passageiros que embarcariam em Criciúma. O serviço de bordo da Trip continua ótimo. Melhor que o da TAM e tão bom quanto o da Azul, com uma farta refeição.

É uma escolha voar. Sai mais que caro ônibus, mas nem tão caro assim. Mas é o preço que se paga por uma viagem rápida e sem cansaço. O único stress, mesmo, é o check-in em Porto Alegre, em que havia dezenas de pessoas em minha frente. Por isso, se der, chegue ao aeroporto umas quinze para às 6 da manhã. Eu cheguei às 6h05 e fui atendido só às 6h35. Achei que perderia o voo. Mas deu tudo certo.

A passagem custou R$ 79,90 (sem incluir na soma a taxa de embarque). Para cortar gastos, se estiver com pouca bagagem, sugiro que se pegue o táxi até o terminal de ônibus do Pinheirinho e de lá, o interterminais, descendo no terminal do Centro de Criciúma. O táxi do aeroporto à rodoviária custa R$ 35,00.

Abaixo algumas fotos da jornada realizada na manhã do dia 28 de novembro.