Negrine e suas cadelas motociclistas

Foi com uma satisfação que recebi um e-mail nesta tarde. Era a Prefeitura de Nova Petrópolis informando que recepcionava hoje (22/10/2010) na cidade o aeronauta aposentado Luiz Carlos Negrine, que atravessa o Brasil de moto acompanhado de duas companheiras especiais. O vice-prefeito Ricardo Lawrenz tratou de receber o visitante que permanecerá na Serra Gaúcha pelos próximos cinco dias.

Negrine faz valer aquele ditado, de que o cão é o melhor amigo do homem. Aos 60 anos de idade, morador de Niterói (RJ), o motociclista viaja por todo país acompanhado de Nani Esmeraldina e Catarina. Aparentemente normal, se não fosse o fato de Nani e Catarina serem duas cadelinhas da raça Cocker Spaniol.

O aeronauta viaja com suas companheiras há seis anos por todo o sudeste e sul do País. Desde que Nani era pequena. Em 2009, a cadela teve seis filhotes, dos quais Negrine ficou com um: Catarina, que ao completar três meses, já começou a voar as orelhas (cachorro não possui tranças) pelas estradas. "Elas são ótimas companheiras de viagem. É uma verdadeira satisfação ver o quanto elas se sentem confortáveis viajando comigo", conta.

O "pai" de Nani e "avô" de Catarina, como o próprio se intitula, tem todos os cuidados possíveis com "mãe" e "filha". Elas são acomodadas atrás da moto, em uma caixa de fibra, e viajam em pé, presas a extensores que lhes garantem segurança, mas não tiram os seus movimentos. Elas também são equipadas com capacetes.

É assim que Negrine já percorreu mais de 5 mil quilômetros. "As duas já nasceram com espírito de motociclista, disso eu tenho certeza", acredita o aeronauta.
Que inveja desta vida de cachorro…


*Com fotos de Bianca Hennemann/Especial Prefeitura de Nova Petrópolis

Este post está também em www.jornalnh.com.br/penaestrada