É época de pinhão…

postado em: Pé na Estrada | 0

Update no post – Festa do Pinhão
Aproveitando a ocasião, me lembrei de que está acontecendo em São Francisco de Paula, a 14ª Festa do Pinhão, que segue até dia 13, no Parque Davenir Peixoto Gomes. Na festa que ocorre na cidade mais alta da região, a mais de 900 metros de altitude, a grande atração é a Mostra da Gastronomia Serrana. Mas há muitas outras atrações. Sugiro que você visite o site www.festadopinhaosaochico.com.br para conferir tudo o que está acontecendo. É o maior festejo do pinhão no Rio Grande do Sul.

Em Lages, Santa Catarina, terminou esta semana a 23ª Festa do Pinhão. É a maior festa que comemora a colheita do pinhão em Santa Catarina e no Sul do Brasil.

Quando o frio chega ou as pinhas começam a cair das araucárias ou vice-versa, é sinal de que inverno está próximo.

Além disso, para quem gosta de cair na estrada rumo a serra, com destino a uma chácara ou fazenda, saiba que é muito legal “catar” pinhão. Se você tiver sorte, pode encontrar uma pinha inteira no chão. Se gosta da lida campeira, também dá para subir no pinheiro (mas que é algo totalmente arriscado). O mais prático, é com ajuda de um outro galho ou taquara, tentar soltar a pinha dos galhos do pinheiro. Enfim, pode ser uma atividade divertida e para toda família.

Por ser altamente nutritiva, a semente do pinheiro ajuda a espantar o frio, seja de nós, gaúchos, como também dos vizinhos catarinenses e paranaenses, fazendo parte da culinária típica dos três Estados do Sul. E toda esta história começou com os índios guaranis…

Mas o que nem todo mundo sabe, é que o Pinhão tem época para colheita, que começa em abril, conforme a legislação ambiental federal, e encerra quando acaba as pinhas. Isso, porque vários animais precisam do pinhão para enfrentar o nosso inverno, que tem temperaturas negativas, geada e nevadas.

Em Gramado, bichos do Gramadozoo, levando uma vida mansa (apesar de fora do habitat natural), não precisam se preocupar com isso e passaram a contar com as sementes das araucárias na dieta.

Calorias
Com dez calorias por unidade, passou a integrar a dieta de vários animais, como o papagaio-charão, o ouriço e a gralha-picaça.

A semente é um dos alimentos preferidos da gralha-picaça

Além de proporcionar o enriquecimento ambiental, o fruto faz parte da dieta dos animais em vida livre. “Na natureza, a gralha e o papagaio são dispersores das florestas de araucária. Inserindo o pinhão na dieta das espécies estamos recriando o habitat das espécies”, explica o responsável técnico pelo Gramadozoo, biólogo Marco Majolo.

Preservação
No Ano Internacional da Biodiversidade, o Gramadozoo realiza uma campanha em favor da preservação das florestas de araucárias. O papagaio-charão – que serve de bandeira para a preservação de outros animais que vivem na Mata Atlântica – vem sofrendo com a depredação das florestas.

Papagaio-charão saboreando "prato" típico da Serra

A destruição das matas para a retirada da madeira e o tráfico de animais colocaram o papagaio-charão em situação de risco. A pequena ave, que leva as cores do Rio Grande do Sul, alimenta-se do pinhão. Daí a importância de manter essas áreas preservadas para garantir a sua sobrevivência. “Salvando o papagaio gaúcho, estaremos contribuindo para a preservação de todo o seu ecossistema”, afirma a bióloga Vanessa Nunes de Albuquerque.

Conscientização
Como forma de conscientizar as novas gerações, o Gramadozoo realiza uma campanha, com palestras junto às escolas da rede municipal. Um concurso também motiva as crianças a produzirem uma réplica do Papagaio Charão com material reciclado. As peças serão levadas a votação e a melhor será divulgada em agosto.

Os nutrientes
Cada 100 gramas de pinhões pré-cozidos contém:
Fibras – 18 gramas
Calorias – 196
Proteínas – 3,94 gramas
Carboidratos – 41,9 gramas
Gordura – 1,34 gramas
Vitamima B1 – 1,35 miligramas
Vitamina B2 – 0,24 miligramas
Niacina – 4,7 miligramas
Cálcio – 35 miligramas
Ferro – 6,8 miligramas
Fósforo – 136 miligramas

* Com informações e fotos da assessoria de imprensa do Gramadozoo

Este post está também em www.jornalnh.com.br/penaestrada